Em comunicado, a Câmara de Castelo Branco refere que esta mostra insere-se nas comemorações dos 250 anos de elevação de Castelo Branco a cidade.

“A exposição celebra seis décadas de cultura rock, com referências a mais de 140 bandas e centenas de músicos, que atravessam gerações, desde o início dos anos 60 do século passado aos dias de hoje”, lê-se na nota.

Dois núcleos expositivos complementares proporcionam uma experiência imersiva e uma viagem pela história dos conjuntos e grupos de rock albicastrenses, desde os fundadores Cometas Negros, aos consagrados Norton ou aos mais recentes Wakadelics.

Na Casa Amarela está patente o núcleo central da exposição, com um percurso orientado através das bandas no período em que se fizeram ouvir, ilustrado com fotografias e documentos de época, instrumentos e peças de vestuário icónicas ou objetos que tiveram intervenção direta no percurso pessoal ou coletivo destes artistas.

Já na Sala da Nora, vai estar patente uma exposição complementar dedicada à estética da comunicação da música rock através dos tempos, com uma mostra que resulta de uma recolha exaustiva de cartazes.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.