A 93ª cerimónia dos Óscares vai ser em direto, mas não ficará pelo Dolby Theatre de Los Angeles, avançou esta quarta-feira (10) a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

São os primeiros planos oficiais divulgados para o grande evento de cinema em plena pandemia, marcado para 25 de abril.

"Neste ano único que pediu imenso de tantos, a Academia está determinada a apresentar um evento dos Óscares como nenhum outro, embora dando prioridade à saúde pública e à segurança de todos os que vão participar. Para criar o espetáculo ao vivo que a nossa audiência mundial quer ver, adaptando-nos aos constrangimentos da pandemia, a cerimónia será difundida em direto a partir de vários locais, entre eles o emblemático Dolby Theatre. Esperamos partilhar mais detalhes em breve", destaca o comunicado da Academia.

Não foram fornecidos detalhes adicionais sobre a cerimónia, que encerra a longa temporada de prémios de Hollywood.

Não é a primeira vez que os Óscares se realizam em vários lugares. Em 1953, a primeira vez que a cerimónia foi transmitida pela televisão, foi dividida entre Los Angeles e Nova Iorque.

Este ano, outras cerimónias de prémios também estão a experimentar vários locais, incluindo a dos Globos de Ouro, que acontecerá no fim de fevereiro: a apresentadora Tina Fey estará no Rainbow Room da sede da NBC em Nova Iorque e Amy Poehler no habitual Hotel Beverly Hilton, em Los Angeles.

Os Emmy, por sua vez, foram transmitidos em setembro do ano passado de uma sala quase vazia de Los Angeles, com os nomeados e vencedores a fazer aparições de casa.

Já por causa da pandemia que fechou salas de cinema e estragou o calendário de estreias de Hollywood, a Academia dos Óscares teve que flexibilizar as suas regras de elegibilidade para os filmes e adiou a 93ª cerimónia de 28 de fevereiro para 25 de abril.

Ainda que esteja por confirmar de que forma será distribuída a cerimónia pelas diferentes salas de espetáculo, já é conhecido que a montagem do espetáculo estará a cargo de Steven Soderbergh​​​​​​​, Stacey Sher, Jesse Collins.

Realizador do filme “Traffic” (2000), galardoado com um Óscar, Soderbergh rodou também "Contágio" (2011), cuja história de um vírus mortal que causa o pânico na população em muito se assemelha à realidade de 2020-21.

Todas as nomeações aos Óscares serão conhecidas a 15 de março.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.