Continua o escândalo à volta do anúncio das nomeações para a 96.ª cerimónia dos Óscares na terça-feira que reservou duas grandes surpresas: as ausências de Greta Gerwig e Margot Robbie nas suas respetivas categorias, Melhor Realização e Melhor Atriz, pelo filme "Barbie", o maior sucesso de bilheteira de 2023.

Geraram-se várias ondas de críticas, muitas a insinuar que o próprio argumento parecia espelhar a realidade, já que tinha sido um homem a receber o reconhecimento (Ryan Gosling nomeado para Melhor Ator Secundário) e não as mulheres.

Note-se que, apesar das ausências, Robbie está nomeada enquanto produtora do Melhor Filme e Gerwig pelo Argumento Adaptado, enquanto America Ferrera surpreendeu com a presença na categoria de Melhor Atriz Secundária.

Agora, Hillary Clinton juntou-se às críticas, deixando à dupla uma mensagem encorajadora.

“Greta e Margot. Embora possa magoar ganhar as bilheteiras, mas não levar o ouro para casa, os vossos milhões de fãs adoravam-vos”, escreveu a antiga Primeira-Dama dos EUA e Secretária de Estado nas redes sociais com um fundo cor de rosa.

A mensagem termina com uma referência a "I'm Just Ken", a canção nomeada aos Óscares: "Vocês são ambas tão mais do que Kenough".

VEJA A MENSAGEM.

Outra reação mediática à ausência de Greta Gerwig e Margot Robbie veio do próprio Ryan Gosling, que emitiu um comunicado a agradecer a sua nomeação mas não poupando as críticas à ausência das duas colegas.

Veja aqui a lista completa de nomeados aos Óscares
Veja aqui a lista completa de nomeados aos Óscares
Ver artigo

“Estou extremamente honrado por ter sido nomeado pelos meus colegas, ao lado de tantos artistas notáveis num ano com filmes tão incríveis. E nunca pensei que fosse dizer isto, mas também estou incrivelmente honrado e orgulhoso que tenha sido por interpretar um boneco de plástico chamado Ken", começa o ator no comunicado.

"Mas não há Ken sem Barbie e não há filme da Barbie sem a Greta Gerwig e a Margot Robbie, as duas pessoas mais responsáveis por este filme histórico e celebrado mundialmente", continua.

"Nenhum reconhecimento seria possível para qualquer pessoa no filme sem o seu talento, a sua determinação e competência. Dizer que estou desapontado que elas não estejam nomeadas nas suas respetivas categorias seria um eufemismo", critica Ryan Gosling.

"Contra todas as probabilidades, com uma mão cheia de bonecos sem alma, pouco vestidos e sem genitais, elas fizeram-nos rir, partiram os nossos corações, impulsionaram a cultura e fizeram história. O seu trabalho deve ser reconhecido ao lado do dos outros outros justos nomeados", diz o ator no comunicado.

Ryan Gosling termina dando os parabéns a America Ferrera pela sua nomeação para Melhor Atriz Secundária por "Barbie": "estou tão feliz pela America Ferrera e pelos outros incríveis artistas que contribuíram com o seu talento para fazer deste um filme revolucionário".

"Barbie" está nomeado para oito Óscares. A cerimónia está marcada para 10 de março.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.