Esta quarta-feira a temporada de prémios de Hollywood teve o seu arranque oficial de peso com o anúncio das nomeações para os Globos de Ouro.

Durante um evento virtual que começou às 13h35 (hora de Lisboa), as atrizes Sarah Jessica Parker e Taraji P. Henson divulgaram os candidatos nas categorias de cinema e televisão para a 78.ª edição.

Com mais de metade das salas de cinema fechadas nos EUA e em muitos países europeus, e o adiamento das estreias de muitos filmes dos grandes estúdios de Hollywood por causa da pandemia, confirmou-se um domínio ainda maior das plataformas de streaming nas nomeações de cinema, tal como já vem acontecendo nas séries.

"Mank": David Fincher explora os mitos de Hollywood com desdém, mas a piscar o olho aos Óscares
"Mank": David Fincher explora os mitos de Hollywood com desdém, mas a piscar o olho aos Óscares
Ver artigo

A contribuírem decisivamente para os filmes da Netflix arrecadarem 22 nomeações (em 70 possíveis) estão as seis nomeações de "Mank", de David Fincher (Melhor Drama, Realização, Ator para Gary Oldman, Atriz Secundária para Amanda Seyfried, Argumento e Banda Sonora), e as cinco de "Os 7 de Chicago", de Aaron Sorkin (Melhor Drama, Realização, Ator Secundário para Sasha Baron Cohen, Argumento e Canção).

A grande distância surge a Amazon com sete, graças principalmente às três tanto para "Borat, o Filme Seguinte" como "Uma Noite em Miami".

Só a seguir surgem os filmes das subsidiárias especializadas ligadas aos principais estúdios de cinema, muitos ainda pouco conhecidos ou vistos pelos espectadores por causa da crise nos cinemas: cinco nomeações para a Focus Features (principalmente por "Uma Miúda com Potencial", a maior surpresa pelas quatro nomeações nas categorias mais fortes), Searchlight Pictures (por "Nomadland"), Sony Pictures Classics (com "O Pai", outra surpresa, também com quatro nomeações) e Disney, e a Warner Bros com quatro, mas os dois últimos estúdios dispersam-se por vários títulos.

Nem tudo foram boas notícias para a Netflix: "Ma Rainey: A Mãe do Blues", uma grande aposta, só conseguiu nomeações para o falecido ator Chadwick Boseman e Viola Davis, e "Da 5 Bloods - Irmãos de Armas", de Spike Lee, foi mesmo completamente excluído pelos Globos.

Muita diversidade e momento histórico na categoria da Realização

Chloé Zhao

Além de "Mank" e "Os 7 de Chicago", "Nomadland", "O Pai" e "Uma Miúda com Potencial" concorrem a Melhor Filme (Drama), a categoria que é mais provável coincidir com os Óscares.

O domínio do streaming é mais notado nas nomeações para Melhor Filme (Comédia ou Musical), com as presenças de "Borat 2, O Filme Seguinte" (Amazon), claramente o favorito pois também estão na corrida os atores Sacha Baron Cohen e Maria Bakalova, o musical "Hamilton" (Disney+), "The Prom" (Netflix) e "Palm Springs" (Hulu), a que se junta "Music" (StudioCanal).

Após terem sido muito criticados no ano passado por só terem nomeado homens, os Globos fazem história ao colocar três mulheres na categoria de Melhor Realização: Chloé Zhao ("Nomadland"), a atriz Regina King ("Uma Noite em Miami") e, mais surpreendente, Emerald Fennell (“Uma Miúda com Potencial”), às quais se juntam David Fincher (“Mank”) e Aaron Sorkin (“Os 7 de Chicago”).

Além da presença do favorito Chadwick Boseman, concorrem para Melhor Ator (Drama) Riz Ahmed (“Sound of Metal”), Anthony Hopkins (“O Pai”), Gary Oldman (“Mank”) e, uma surpresa muito bem recebida pelos analistas, Tahar Ramin (“O Mauritano”), o que deixou de fora Tom Hanks ("Notícias do Mundo"), John David Washington ("Malcolm & Marie") e Delroy Lindo ("Da 5 Bloods").

Para Melhor Atriz (Drama), Viola Davis divide favoritismo com Frances McDormand (“Nomadland”) e principalmente Vanessa Kirby (“Pieces of a Woman”), mas na categoria estão ainda Andra Day (“Estados Unidos vs. Billie Holiday”) e Carey Mulligan (“Uma Miúda com Potencial”), o que deixou sem lugar Zendaya ("Malcolm & Marie") ou Sophia Loren ("Uma Vida à Sua Frente”).

Para Comédia ou Musical surgem nos atores o favorito Sacha Baron Cohen (“Borat”), Lin-Manuel Miranda (“Hamilton”), Andy Samberg (“Palm Springs”), Dev Patel ("A Vida Extraordinária de Copperfield") e, surpreendentemente, James Corden (“The Prom”).

Nas atrizes na mesma categoria, segue na frente Maria Bakalova (“Borat”), seguida por Michelle Pfeiffer (“French Exit”), Anya Taylor-Joy (“Emma”) e, nas surpresas, Rosamund Pike (“Tudo Pelo Vosso Bem”) e Kate Hudson (“Music”), ignorando Meryl Streep (por "The Prom" ou "Let Them All Talk", que os prémios nomearam 32 vezes ao longo dos anos).

Nos atores secundários, sem divisões entre Drama e Comédia ou Musical, o favoritismo também recai no repetente Sacha Baron Cohen (“Os 7 de Chicago”), mas podem surpreender Daniel Kaluuya (“Judas e o Messias Negro”), Bill Murray (“On the Rocks”) e Leslie Odom, Jr. (“Uma Noite em Miami”), com a surpresa a ser a entrada de Jared Leto (“As Pequenas Coisas”).

Nas atrizes secundárias, Glenn Close ("Lamento de uma América em Ruínas") e Olivia Colman ("O Pai") repetem a concorrência que tiveram nos Óscares há dois anos, quando a primeira concorrida por "A Mulher" e a segunda surpreendeu ao ganhar com "A Favorita"), mas ambas arriscam perder desta vez para Amanda Seyfried (“Mank”), estando ainda nomeadas, Jodie Foster (“O Mauritano”) e Helena Zengel ("Notícias do Mundo"), a última, com 12 anos, entre as mais jovens na história dos Globos.

A ausência dos atores Steven Yeun e Yuh-Jung Youn por "Minari" surpreende, mas também já tinha sido polémica a decisão dos Globos de só permitir que esta produção americana concorresse Para Melhor Filme Estrangeiro por causa do predomínio da língua coreana. Essa nomeação confirmou-se, mas o grande favorito é “Another Round”, de Thomas Vinterberg, que concorre ainda com “Uma vida à Sua Frente”, de Edoardo Ponti, “La llorona”, de Michael Chaves, e “Deux”, de Filippo Meneghetti.

Os Globos têm a mística de serem a grande "antecâmara" dos Óscares, mas as escolhas dos cerca de 90 membros da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood são mais influentes do que propriamente barómetro de previsões (no ano passado, os prémios principais foram para "1917" e "Era Uma Vez... em Hollywood", enquanto "Parasitas" dominou as estatuetas da Academia).

Na televisão, respeita-se a tradição de "The Crown"

The Crown

A pandemia não alterou uma tradição nos Globos: os prémios para o melhor das produções de séries e programas de televisão são vistos como redundantes depois dos Emmys em setembro do ano anterior e ficam sempre para segundo plano.

A mais nomeada é "The Crown" (Netflix), com seis nomeações: a Melhor Série de Drama juntam-se as atrizes Olivia Colman, Emma Corrin, Gillian Anderson, Helena Bonham Carter e o ator Josh O'Connor.

Logo atrás com cinco surge "Schitt's Creek" (CBC Television), a grande triunfadora dos últimos Emmys: Melhor Série de Comédia e os atores Eugene Levy, Catherine O’Hara, Dan Levy e Annie Murphy.

Em bom plano surgem também as séries "Ozark" e "Ratched", e as minisséries "The Undoing" e "The Great".

Sem lugar para "Bridgerton", o outro fenómeno gigantesco da Netflix "Gambito de Dama" concorre em duas categorias, Melhor Telefilme ou Minissérie e a interpretação de Anya Taylor-Joy.

Disney+ e HBO Max, estreantes nos serviços de streaming, conseguiram nomeações respectivamente por "The Mandalorian" (Melhor Série Drama) e “The Flight Attendant” (Melhor Série Comédia e a atriz Kaley Cuoco).

A cerimónia dos Globos de Ouro, virtual e apresentada por Tina Fey e Amy Poehler, está marcada para 28 de fevereiro, com prémios de carreira já anunciados para James Fonda e Norman Lear, respetivamente pelos seus trabalhos em cinema e televisão.

Os detalhes sobre a estrutura ainda não são conhecidos, mas já se sabe que, pela primeira vez na história dos Globos, vai realizar-se em direto das duas costas dos EUA: Amy Poehler estará no local tradicional, o hotel Beverly Hilton, em Los Angeles, enquanto Tina Fey apresentará a partir da sede do canal NBC em Nova Iorque, o mítico 30 Rock.

LISTA COMPLETA DE NOMEADOS

CINEMA

MELHOR FILME (DRAMA)
"Nomadland - Sobreviver na América"
“Mank”
"O Pai"
"Uma Miúda com Potencial"
"Os 7 de Chicago"

MELHOR FILME (COMÉDIA OU MUSICAL)
“Borat, O Filme Seguinte”
“Hamilton”
“Music”
“Palm Springs”
“The Prom”

MELHOR REALIZAÇÃO
Emerald Fennell (“Uma Miúda com Potencial”)
David Fincher (“Mank”)
Chloé Zhao (“Nomadland”)
Regina King (“Uma Noite em Miami”)
Aaron Sorkin (“Os 7 de Chicago”)

MELHOR ATOR (DRAMA)
Riz Ahmed (“Sound of Metal”)
Chadwick Boseman (“Ma Rainey: A Mãe do Blues”)
Anthony Hopkins (“O Pai”)
Gary Oldman (“Mank”)
Tahar Ramin (“O Mauritano”)

MELHOR ATRIZ (DRAMA)
Viola Davis (“Ma Rainey: A Mãe do Blues”)
Andra Day (“Estados Unidos vs. Billie Holiday”)
Frances McDormand (“Nomadland”)
Carey Mulligan (“Uma Miúda com Potencial”)
Vanessa Kirby (“Pieces of a Woman”)

MELHOR ATOR (COMÉDIA OU MUSICAL)
Sacha Baron Cohen (“Borat, O Filme Seguinte”)
James Corden (“The Prom”)
Lin-Manuel Miranda (“Hamilton”)
Andy Samberg (“Palm Springs”)
Dev Patel ("A vida Extraordinária de Copperfield")

MELHOR ATRIZ (COMÉDIA OU MUSICAL)
Maria Bakalova (“Borat, O Filme Seguinte”)
Kate Hudson (“Music”)
Michelle Pfeiffer (“French Exit”)
Rosamund Pike (“Tudo Pelo Vosso Bem”)
Anya Taylor-Joy (“Emma”)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO
Sacha Baron Cohen (“Os 7 de Chicago”)
Daniel Kaluuya (“Judas e o Messias Negro”)
Jared Leto (“As Pequenas Coisas”)
Bill Murray (“On the Rocks”)
Leslie Odom, Jr. (“Uma Noite em Miami”)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA
Glenn Close ("Lamento de uma América em Ruínas")
Olivia Colman ("O Pai")
Jodie Foster (“O Mauritano”)
Amanda Seyfried (“Mank”)
Helena Zengel ("Notícias do Mundo")

MELHOR ARGUMENTO
"Os 7 de Chicago"
“Nomadland”
"O Pai"
"Mank"
"Uma Miúda com Potencial"

MELHOR FILME ESTRANGEIRO
"Another Round" (Dinamarca)
"La Llorona" (Guatemala, França)
"Uma Vida à Sua Frente" "(Itália)
"Minari (EUA)
"Deux" (França)

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO
"Soul - Uma Aventura com Alma"
"´Bora Lá"
"Os Croods: Uma Nova Era"
"Over the Moon"
"Wolfwalkers"

MELHOR BANDA SONORA ORIGINAL
"O Céu da Meia-Noite"
"Mank"
"Notícias do Mundo"
"Soul - Uma Aventura com Alma"
"Tenet"

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL
"Uma Vida à Sua Frente" ("Uma Vida à Sua Frente") - Diane Warren, Laura Pausini, Niccolò Agliardi
"Speak Now" (“One Night in Miami”) - Leslie Odom Jr, Sam Ashworth
"Tigress & Tweed" (“The United States Vs. Billie Holiday”) - Andra Day, Raphael Saadiq
"Fight For You" (“Judas e o Messias Negro”) - H.E.R., Dernst Emile II
"Hear My Voice" ("Os 7 de Chicago") - Daniel Pemberton, Celeste Waite

TELEVISÃO

MELHOR SÉRIE (DRAMA)
“The Mandalorian”
“The Crown”
“Lovecraft Country”
“Ozark”
“Ratched”

MELHOR SÉRIE (COMÉDIA)
“Emily in Paris”
“Ted Lasso”
“The Flight Attendant”
“Schitt’s Creek”
“The Great”

MELHOR TELEFILME OU MINISSÉRIE
"Gambito de Dama"
“Normal People”
“The Undoing”
“Small Axe”
“Unorthodox”

MELHOR ATOR (SÉRIE DRAMA)
Jason Bateman (“Ozark”)
Josh O’Connor (“The Crown”)
Bob Odenkirk (“Better Call Saul”)
Matthew Rhys (“Perry Mason”)
Al Pacino (“Hunters”)

MELHOR ATRIZ (SÉRIE DRAMA)
Olivia Colman ("The Crown")
Jodie Comer (“Killing Eve”=
Emma Corrin (“The Crown”)
Laura Linney (“Ozark”)
Sarah Paulson (“Ratched”)

MELHOR ATOR (COMÉDIA OU MUSICAL)
Don Cheadle (“Black Monday”)
Eugene Levy (“Schitt’s Creek”)
Nicholas Hoult (“The Great”)
Jason Sudeikis (“Ted Lasso”)
Ramy Youssef (“Ramy”)

MELHOR ATRIZ (COMÉDIA OU MUSICAL)
Lily Collins (“Emily in Paris”)
Kaley Cuoco, (“The Flight Attendant”)
Elle Fanning (“The Great”)
Catherine O’Hara (“Schitt’s Creek”)
Jane Levy (“Zoey’s Extraordinary Playlist”)

MELHOR ATOR EM TELEFILME OU MINISSÉRIE
Bryan Cranston (“Your Honor”)
Jeff Daniels (“The Comey Rule”)
Ethan Hawke (“The Good Lord Bird”)
Hugh Grant (“The Undoing”)
Mark Ruffalo (“I Know This Much Is True”)

MELHOR ATRIZ EM TELEFILME OU MINISSÉRIE
Anya Taylor-Joy (“Gambito de Dama”)
Shira Haas (“Unorthodox”)
Nicole Kidman (“The Undoing”)
Cate Blanchett (“Mrs. America”)
Daisy Edgar-Jones (“Normal People)

MELHOR ATOR SECUNDÁRIO EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU TELEFILME
John Boyega (“Small Axe”)
Brendan Gleeson (“The Comey Rule”)
Dan Levy (“Schitt’s Creek”)
Jim Parsons (“Hollywood”)
Donald Sutherland (“The Undoing”)

MELHOR ATRIZ SECUNDÁRIA EM SÉRIE, MINISSÉRIE OU TELEFILME
Gillian Anderson (“The Crown”)
Helena Bonham Carter (“The Crown”)
Julia Garner (“Ozark”)
Annie Murphy (“Schitt’s Creek”)
Cynthia Nixon (“Ratched”)

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.