"Feel Good", comédia dramática estreada em março na Netflix, vai ter uma segunda temporada, que será também a última. A novidade foi anunciada pelo serviço de streaming esta segunda-feira.

A série é protagonizada pela humorista e atriz Mae Martin, que também a é autora do projeto semi-autobiográfico e muito elogiado pela abordagem sensível à sexualidade e adição.

"Estou muito contente por poder regressar ao mundo de 'Feel Good' e de ver a história de amor de Mae e George atravessar a conclusão dramática que sempre planeámos", confessou a canadiana num vídeo partilhado nas redes sociais.

Martin também revelou que a rodagem dos novos episódios já se encontra a decorrer, em Londres, e que a segunda temporada chega "muito em breve".

Além da autora, o elenco de "Feel Good" conta com Lisa Kudrow, Charlotte Ritchie, Adrian Lukis e Sophie Thompson. Jordan Stephens ("Rogue One: A Star Wars Story"), John Ross Bowie ("Speechless"), Eleanor Matsuura ("The Walking Dead") e a cantora Eve vão juntar-se à série na segunda temporada.

Para o The Guardian, a comédia dramática é uma "bela e verdadeiramente engraçada história de amor". O jornal britânico atribuiu cinco estrela à produção, acrescentando que a história é "uma jóia brilhante" no meio da "tempestade global", devido à COVID-19.

Mae Martin encarna Mae, uma estrela em ascensão no circuito de comédia de stand-up e toxicodependente em recuperação. "Quando conhece a pragmática (e heterossexual até à data) George (Charlotte Ritchie), apaixona-se completamente e, para sua surpresa, George sente o mesmo por ela", assinala a Netflix.

"Ambas dão início a uma intensa relação, enquanto Mae lida com a relação com os seus pais, os restantes viciados do seu grupo de apoio a toxicodependentes, os seus colegas no clube de stand-up local e, acima de tudo, tenta transformar a relação com George de uma baseada na dependência numa saudável. Mas a verdadeira questão é se Mae conseguirá substituir a sua dependência tóxica do amor pelo próprio amor", acrescenta o serviço de streaming.

A Netflix frisa ainda que "Feel Good" é uma história "profundamente pessoal e negra, mas hilariante, sobre duas pessoas jovens que lidam com o contexto atual em relação ao amor, à dependência e à sexualidade — e tentam criar uma ligação duradoura e com significado".

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.