No seu monólogo de abertura do programa, o empresário gabou-se de ser a primeira pessoa com esse síndrome a ser convidada para o SNL. "Ou pelo menos a primeira a admitir", afirmou.

"Sei que disse ou postei coisas estranhas, mas é assim que o meu cérebro funciona. Para qualquer pessoa que ofendi, só quero dizer: reinventei os carros elétricos e estou a enviar pessoas a Marte", declarou. "Vocês acharam que eu era alguém normal e descontraído?".

Musk recebeu muitas críticas por alguns dos seus comentários como a troça pública à SEC (Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos) e por insultar um mergulhador que resgatou um grupo de crianças presas numa caverna na Tailândia.

Mas no SNL, Musk fez piadas sobre si mesmo: as suas redes sociais, o nome incomum do seu filho, além de convidar a mãe a juntar-se a ele para recordar a sua infância... E como um grande promotor das criptomoedas, elogiou a dogecoin.

Durante o programa, os atores do SNL perguntaram-se porque é que Musk iria querer juntar-se a eles. E num segundo momento, sobre o foguetão chinês que reentrou na atmosfera da Terra ao mesmo tempo em que o programa ia ao ar, concluíram que o empresário espacial "precisava de um álibi".

Veja abaixo o monólogo de Elon Musk no "Saturday Night Live":

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.