As opiniões dividem-se sobre a melhor forma de ver uma série: um episódio por semana ou a temporada toda de uma só vez?

Uma recente edição da respeitada newsletter Puck News levou alguma comunicação social nos EUA e noutros países a avançar com a notícia que a Netflix estava a ponderar afastar-se do modelo binge-watching, que ganhou mais adeptos durante os dias de confinamento.

Mas por agora, tratam-se de rumores e, no caso concreto, de uma opinião: Matthew Belloni, autor da 'newsletter', esclareceu que o seu texto era no sentido que Reed Hastings, CEO da plataforma, "devia" ponderar a mudança, não que estava efetivamente a pensar fazê-lo.

Apesar deste esclarecimento, vários analistas acreditam que a Netflix acabará por se aproximar cada vez mais dos modelos dos rivais Disney+, HBO Max, Prime Video, Hulu, Apple TV+, Peacock e outros: com a competição a aproximar-se cada vez mais (ou, no caso do somatório dos serviços de streaming da Disney, a ultrapassar) e a não ser que a versão com anúncios que irá lançar em novembro seja um grande sucesso, a solução para "segurar" os subscritores durante mais tempo poderá passar pelo lançamento semanal dos episódios de algumas séries.

Há quem acredite que a Netflix já esteja a caminhar para isso por causa das recentes experiências de dividir as quartas temporadas de "Stranger Things" ou "Ozark".

Na newsletter que lançou a confusão sobre a mudança, Matthew Belloni destacava que Reed Hastings "tem parecido relutante em abandonar o modelo de binge porque não precisava ou não queria. Agora, parece que ele precisa".

Com um ano difícil, em que registou uma perda de subscritores pela primeira vez em mais de uma década, a Netflix também está a ganhar uma reputação negativa por cancelar cada vez mais séries sem dar aos fãs um desfecho satisfatório: os casos de grandes apostas como "Cowboy Beebop" e "Resident Evil", ou as aclamadas "The Midnight Gospel" e "Archive 81", e o ênfase colocado nos números das audiências da primeira semana e mês, relançaram o debate se o modelo binge-watching ainda é o melhor.

Embora reconhecendo que lançar os episódios todos de uma vez permite experiências intensas e ver ao ritmo que se quiser, várias pessoas envolvidas nas séries também vêm defendendo em público que o formato semanal cria uma experiência completamente diferente: os espectadores não têm de ficar tão preocupados com os 'spoilers', gera expectativa e, mais importante, gera conversa, potenciando um crescimento de popularidade e audiências.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.