Esta nova interpretação da peça de Strindberg, agora para um elenco de 12 atores, tem por base a tradução de Cristina Reis, Melanie Mederlind e Luís Miguel Cintra, encenador que a levou a palco em 1998, pelo Teatro da Cornucópia.

Publicada em 1902 e encenada pela primeira vez em 1907, "Sonho" é uma peça sem tempo nem lugar, entre o onírico e o real, com múltiplas personagens que são arquétipos da sociedade. Perante essas personagens está Inês, filha do deus Indra, que desce à Terra para perceber se são verdadeiros os lamentos dos humanos.

Na encenação de António Pires, o elenco de "Sonho" integra Alexandra Sargento, Carolina Campanela, Carolina Serrão, Cassiano Carneiro, Catarina Vicente, Francisco Vistas, Hugo Mestre Amaro, Jaime Baeta, João Barbosa, João Sá Nogueira, Luís Lima Barreto, Mário Sousa e Cláudio da Silva.

António Pires trabalha em teatro desde finais dos anos 1980, em encenação e representação, e está há duas décadas ligado ao Teatro do Bairro, em Lisboa, e à estrutura de produção Ar de Filmes.

Gertrude Stein, Gil Vicente, Luísa Costa Gomes, William Shakespeare e Federico García Lorca são alguns dos dramaturgos cuja obra António Pires já encenou.

"Sonho" é a mais recente produção da Ar de Filmes pensada, em tempo de verão, para o espaço das ruínas do Carmo, e ficará em cena até 21 de agosto.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.