O 40.º álbum das aventuras do irredutível gaulês Astérix, "L'Iris blanc" ("O Lírio Branco" em Portugal), foi lançado esta quinta-feira, com "mais de cinco milhões de exemplares" disponibilizados em pelo menos 20 línguas.

O seu sucesso, tanto na França como no estrangeiro, é bastante previsível, e a editora Albert René aumentou a tiragem com a chegada de um argumentista de sucesso, Fabcaro, de 50 anos.

O álbum chega às livrarias dois meses antes do Natal, como acontece a cada dois anos.

Para o anterior, "Astérix e o Grifo", de 2021, a editora lançou cinco milhões de exemplares em 17 idiomas. Apenas na França, 1,55 milhões foram vendidos nos primeiros dois meses.

O pequeno gaulês de bigode, o seu grande amigo Obelix - dotado de uma força sobre-humana - e todos os habitantes da cidade, que resistem continuamente ao invasor romano, fazem parte do ADN francês.

Astérix manteve sucesso com o argumentista anterior, Jean Yves Ferri, menos conhecido do grande público. E a chegada de Fabcaro e os seus fiéis seguidores representa uma nova poção mágica.

Admirador declarado dos criadores da BD - o argumentista René Goscinny (falecido em 1977) e o cartoonista Albert Uderzo (desaparecido em 2020) -, ele conhece de cor o universo dos "irredutíveis gauleses".

Com um enredo simples e eficaz e várias piadas, o seu humor agridoce funciona muito bem em "O Lírio Branco".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.