No seu primeiro espetáculo após ter recebido uma bofetada de Will Smith durante a cerimónia dos Óscares no final de março, Chris Rock disse aos espectadores que ainda estava "a processar o que aconteceu" e não tinha piadas para contar.

Quatro meses depois, a imprensa norte-americana avança que o comediante integrou a bofetada na sua atuação, já que usou a mesma piada num novo espetáculo de comédia com Kevin Hart, que teve lugar no sábado em Nova Iorque e no domingo em Nova Jérsia.

Ao público, Rock disse que não era uma vítima, mas brincou que a bofetada doeu durante uma série de piadas sobre a cultura do cancelamento: "Qualquer pessoa que diga que as palavras magoam nunca levou um soco na cara".

"Não sou uma vítima. Sim, aquela m**** doeu, ca****. Mas abanei essa m**** e fui trabalhar no dia a seguir. Não vou ao hospital por causa de um corte de papel", acrescentou.

Will Smith também teve uma participação inesperada no sábado, quando Kevin Hart, considerando o amigo e colega um "G.O.A.T." ["Greatest of All Time" ou "o melhor de todos os tempos"], decidiu oferecer-lhe um bode ("Goat") no final do espetáculo de sábado no Madison Square Garden.

O convidado especial Dave Chappelle decidiu então colocar o seu microfone ao pé da boca do animal para saber como estava a correr a sua primeira noite no mundo do espetáculo antes de se perguntar que nome é que lhe deveriam dar.

"O nome é Will Smith", foi a resposta imediata de Hart, perante o riso geral na sala, confirmando, se dúvidas existissem, que o que aconteceu nos Óscares e que fez com que a Academia banisse Will Smith durante dez anos entrou na cultura popular.

A PRENDA DE CHRIS ROCK.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.