O prolífico autor belga de romances de aventura e ficção científica em língua francesa Henri Vernes morreu no domingo, aos 102 anos, anunciou a editora Lombard esta segunda-feira.

Vernes foi criador do aventureiro francês Bob Morane, que protagonizou 200 romances, dos quais 40 milhões de exemplares foram vendidos em todo o mundo.

"Gostaria de escrever mais 100 livros, cortejar algumas tantas mulheres e deixar o restante para o acaso", disse Vernes ao canal belga RTBF por ocasião do seu centenário.

Enquanto trabalhava como jornalista em Paris nos anos posteriores à Segunda Guerra Mundial, Vernes foi convidado pela editora Marabout, em 1953, para escrever uma série de livros para os jovens. Assim nasceu Bob Morane, um francês poliglota de 33 anos especialista em artes marciais e ex-herói de guerra que enfrentava, entre outros, piratas, monstros espaciais e a senhora Ylang-Ylang. Também criou seu companheiro de aventuras, um ruivo escocês amante de uísque chamado Bill Ballantine.

A partir dos anos 1960, o autor adaptou os seus romances a séries de banda desenhada ilustradas pelo seu compatriota Gerald Forton. A sua obra foi traduzida para idiomas como russo e japonês.

O escritor nasceu Charles-Henri-Jean Dewisme, a 16 de outubro de 1918, na cidade de Ath.

Aos 18 anos, evitou estudar com jesuítas em Tournai e viajou pelo mundo, incluindo a China. Ao regressar à Europa, trabalhou para os serviços secretos belga e britânico durante os anos de guerra, antes de se tornar jornalista em Paris.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.