A cançonetista Maria José Valério, que deu voz à “Marcha do Sporting”, morreu hoje em Lisboa, aos 87 anos, vítima de COVID-19, disse fonte da Casa do Artista.

A intérprete de "Menina dos Telefones" (1961) morreu no Hospital de Santa Maria, onde se encontrava internada.

De seu nome completo Maria José Valério Dourado, nasceu a 3 de maio de 1933 na Amadora e protagonizou outros êxitos como “Olha o Polícia Sinaleiro” e “As Carvoeiras”.

A artista frequentou o Centro de Preparação de Artistas da Rádio, na  Emissora Nacional, onde se estreou em 1952. Maria José Valério foi conquistando popularidade com o sucesso de temas como "O Polícia Sinaleiro" e ao actuar, por exemplo, no programa "Serões para Trabalhadores" ao lado de nomes como Rui de Mascarenhas, Gina Maria ou Paula Ribas.

"Menina dos Telefones", de 1962, da autoria de Manuel Paião e Eduardo Damas, é o maior sucesso da artista.

A 19 de fevereiro, a Casa do Artista tinha 33 casos ativos, cinco dos quais estavam internados. À agência Lusa, a ARSLVT salientou que, “como é habitual, a autoridade de saúde local, em articulação com a direção da Casa do Artista, determinou as medidas de Saúde Pública adequadas à situação, de acordo com as orientações da DGS [Direção-Geral da Saúde], como sejam a avaliação e a ativação do plano de contingência, testagem, confinamento dos casos positivos e separação dos positivos e negativos”.

No dia 25 de janeiro, a direção da Associação de Apoio aos Artistas - Apoiarte, que gere a Casa do Artista, havia referido, num comunicado partilhado na rede social Facebook, que era “com enorme tristeza e preocupação”, e após “onze meses imunes à pandemia que assolou todo o mundo” que, “infelizmente, testaram positivos alguns dos residentes e funcionários”.

A Casa do Artista tem cerca de 70 residentes e de 30 funcionários.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.