“Vamos suspender a concessão que tinha sido decidida e avançar para as obras necessárias entre a Câmara Municipal do Porto e o Governo”, afirmou Graça Fonseca, numa conferência de imprensa destinada a apresentar a produção própria do Coliseu.

As obras deverão durar cerca de oito meses, período durante o qual o espaço estará fechado, e incidirão na fachada, cobertura e torre, revelou a presidente da direção do Coliseu, Mónica Guerreiro.

A empreitada, contudo, não será realizada este ano, vincou.

A concessão do Coliseu do Porto a privados, que agora fica suspensa, foi aprovada por maioria na Assembleia-Geral dos Amigos do Coliseu, a 13 de março de 2020.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.