Patrycja Gabriel, Zoran Imsirovic, Pavel Gomziakov e a Orquestra de Músicos Afegãos são alguns dos artistas que anunciados, que deverão atuar em Mafra e na vila vizinha da Ericeira, no âmbito do Festival de Música de Mafra “Filipe de Sousa”, assim designado em homenagem ao compositor.

A programação é dominada por obras dos séculos XIX e XX, "de altíssima exigência técnica, que se abrem a interpretações muito subjetivas por parte de quem as toca”, segundo a apresentação.

A 6.ª edição do festival desenrola-se “sob o signo da primavera, do pacifismo e da esperança”, e “propõe que a música convoque para a Paz em todas as geografias”, afirma a organização em comunicado.

O certame é dirigido artisticamente pelo pianista Adriano Jordão, e o piano é o instrumento em destaque, com nomes como Pizarro, Youngho Park e Zoran Imsirovic.

O concerto de abertura, intitulado “Concerto para a Paz”, no dia 4 de junho, às 21h30, no Torreão Sul do Palácio de Mafra, é protagonizado por Adriano Jordão e pelo violoncelista Pavel Gomziakov.

Neste concerto é estreada uma obra que a compositora Anne Victorino de Almeida dedicou ao pianista, baseada no poema “Quando vier a Primavera”, de Alberto Caeiro.

“O público será recebido pela Orquestra de Músicos Afegãos, refugiados em Portugal, e contará ainda com a presença de um poeta”, segundo a apresentação do festival.

No dia 5 de junho, às 18h00, no Auditório Municipal Beatriz Costa, em Mafra, o pianista sul-coreano Youngho Park interpretará obras de Beethoven, Debussy e Liszt.

No fim de semana seguinte, nos dias 10 e 11 de junho, o festival decorre na Ericeira, na Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva.

No dia 10, o pianista Bernardo Santos e o violoncelista Burak Ozkhan interpretam sonatas de Beethoven e Brahms e, no dia seguinte, a pianista Marta Menezes dedica o seu programa ao repertório ibérico, apresentando obras de Carlos Seixas, Vianna da Motta e Isaac Albéniz.

A terceira etapa cumpre-se nos dias 18 e 19, em Mafra, respetivamente, às 21h30, com o pianista Zoran Imsirovic, que vai tocar peças de Schumann, Schubert e Scriabin, e, às 18h00, com as cantoras Patrycja Gabriel (soprano) e Carolina Figueiredo (meio-soprano), acompanhadas pelo pianista João Elias, num recital intitulado “Música no Coração”, dedicado a árias de ópera.

O pianista Artur Pizarro encerra o festival, no dia 25 de junho, às 21h30, na biblioteca do Palácio Nacional de Mafra, com um recital dedicado ao centenário do nascimento do escritor e José Saramago (1922-2010). Do programa, a organização destaca a suíte “Ibéria”, de Albéniz, uma peça de “exigência técnica, raramente tocada na sua totalidade”.

O Festival de Música de Mafra, que toma o nome do compositor e maestro Filipe de Sousa (1927-2006), autor entre outras peças, de "Três Sonetos Ingleses de Fernando Pessoa" (1985), é organizado pela Câmara Municipal de Mafra e pela Fundação Jorge Álvares.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.