Alexandre Wetter, o protagonista de "Miss", foi nomeado para os Prémios César na categoria de Melhor Revelação Masculina.

É a única nomeação para os "Óscares" franceses do filme de Ruben Alves (o realizador de "A Gaiola Dourada") , anunciados este manhã (10) pela Academia Francesa de Cinema.

Já o filme "Invisível Herói", da realizadora luso-francesa Cristèle Alves Meira, não passou dos pré-selecionados para o César de Melhor Curta-Metragem.

Alexandre Wetter compete na mesma categoria com Félix Lefevre e Benjamin Voisin, protagonistas de "Verão de 85", que estreou nos cinemas portugueses a 20 de janeiro, o regresso em grande de François Ozon aos prémios: o filme sobre paixões da juventude recebeu 12 nomeações nas principais categorias, incluindo Valeria Bruni Tedeschi como Atriz Secundária.

O líder das nomeações para a 46ª edição dos prémios César é "Les choses qu'on dit, les choses qu'on fait" (inédito em Portugal), de Emmanuel Mouret: foram 13 para a história de uma mulher grávida de três meses que enquanto espera a chegada do namorado à casa de férias acaba por se aproximar do seu primo.

Além de Melhor Filme, Realização e Argumento Original, destacam-se cinco nomeações para o elenco: Camélia Jordana para Melhor Atriz, Niels Schneider para Melhor Ator, Emilie Dequenne e Vincent Macaigne como secundários, e Julia Piaton como revelação feminina.

A lista para Melhor Filme completa-se com "Adieu les Cons", do conhecido ator Albert Dupontel (12 nomeações), "Adolescentes", de Sébastian Lifshitz (seis) e "Antoinette dans les Cévennes", de Caroline Vignal (oito), todos inéditos em Portugal.

Les choses qu'on dit, les choses qu'on fait

"Deux", um dos 15 finalistas para o Óscar de Melhor Filme Internacional, recebeu quatro nomeações: Melhor Primeiro Filme, Argumento Original e Melhor Atriz, tanto para Martine Chevallier como Barbara Sukowa.

Para Melhor Atriz concorrem ainda a já citada Camélia Jordana, Laure Calamy ("Antoinette dans les Cévennes") e Virginie Efira ("Adieu les Cons").

Além de Albert Dupontel e Niels Schneider, na corrida para Melhor Ator estão Sami Bouajila ("Un Fils"), Jonathan Cohen ("Énorme") e Lambert Wilson ("De Gaulle").

"Mignonnes: Primeiros Passos", que causou escândalo ao chegar à Netflix pela alegada sexualização de crianças, está nomeado para Melhor Primeiro Filme e a jovem protagonista, Fathia Youssouf, concorre a Melhor Revelação Feminina.

Os vencedores dos César serão conhecidos a 12 de março, "durante uma cerimónia reinventada no cumprimento de medidas sanitárias" por causa da pandemia, de acordo com a Academia.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.