A acção de “Venom: Tempo de Carnificina” decorre cerca de um ano após os eventos do filme original de 2018, com o simbionte alienígena Venom já completamente integrado no corpo do jornalista Eddie Brock, que tenta prosseguir uma vida com a normalidade possível quando se tem uma entidade com vontade própria dentro de si próprio.

Ao mesmo tempo que é agora um vigilante com capacidades sobre-humanas, Brock tenta retomar a carreira de jornalista entrevistando o serial killer Cletus Kasady, que acaba por fugir da prisão ao ser possuído por um simbionte extraterrestre muito mais letal e mortífero que Venom, que recebe o nome de Carnage/Carnificina.

No novo filme, “Venom: Tempo de Carnificina”, Tom Hardy e Michelle Williams voltam aos papéis do título original, de Eddie Brock e da sua ex-namorada Anne Weying, com Woody Harrelson como Cletus (que já tinha surgido na sequência final do filme anterior), além de Naomi Harris, Reid Scott e Stephen Graham.

Venom é um antigo vilão da saga “Homem-Aranha” promovido a anti-herói, cujo primeiro filme como protagonista, em 2018, foi um dos grandes sucessos de bilheteira do ano apesar da reações críticas desfavoráveis.

O argumento do novo filme foi escrito por Kelly Marcel a partir de uma história que ela escreveu com o próprio Tom Hardy e o realizador é agora Andy Serkis que, além de ator imortalizado pelas performances em “motion capture” de sagas como “O Senhor dos Anéis” ou “Planeta dos Macacos”, já dirigiu os filmes “Vive” e “Mogli”.

Inicialmente previsto para chegar aos cinemas a 2 de outubro de 2020 antes da pandemia, o filme está agora anunciado para chegar às salas de cinema portuguesas a 16 de setembro.

Veja o trailer:

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.