Tarantino dissipou quaisquer desejos dos fãs ou rumores sobre ainda estar a pensar num "Kill Bill: Volume 3".

O realizador mantém a promessa de se retirar do cinema para se dedicar à literatura e ao teatro após fazer dez filmes e já só falta um, que se vai chamar "The Critic".

Com este plano, um terceiro "Kill Bill" fica fora do plano.

"Não vejo isso [a acontecer]. O meu último filme é sobre um crítico de cinema, um crítico homem. E ele vive nos anos 70”, explicou numa entrevista ao diário belga DeMorgen (via Deadline).

Lançados nos cinemas em 2003 e 2004, os dois volumes de "Kill Bill — A Vingança" abordavam a vingança de uma mulher (Uma Thurman) contra os camaradas de armas que a deixaram às portas da morte durante um tiroteio no seu próprio casamento. No elenco faziam ainda parte David Carradine, Vivica A. Fox, Michael Madsen, Lucy Liu e Daryl Hannah.

Praticamente desde essa altura que se fala de um "Kill Bill Vol. 3" e o próprio Quentin Tarantino alimentou essa esperança sempre que a inevitável pergunta surgia em entrevistas, chegando a dizer que a história andaria à volta de Beatrix "A Noiva" Kiddo lutar contra a vingança da filha da sua última vítima, Vernita Green (Vivica A. Fox).

Em 2022, a própria Uma Thurman esfriou o entusiasmo dos fãs.

"Tem sido discutido ao longo dos anos. Existiu uma intenção concreta sobre isso acontecer, mas foi há muito tempo. Não vejo isso imediatamente no horizonte. Detesto desiludir as pessoas. Toda a gente deseja que fosse o caso, mas acho que não está imediatamente no horizonte", disse a atriz no programa "The Jess Cagle Show".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.