O realizador britânico
Roland Joffé está na Argentina a realizar
«There Be Dragons», um filme sobre o fundador da Opus Dei,
Josemaría Escrivá de Balaguer, que esteve ao lado de Francisco Franco durante a Guerra Civil espanhola e que alegadamente terá apoiado Adolf Hitler. Apesar de ser uma figura altamente polémica, a igreja pôs de lado todas as controvérsias relativamente a Escrivá de Balaguer e canonizou-o santo pela mão do papa João Paulo II.

Joffé foi duas vezes nomeado para o Óscar, por
«Terra Sangrenta» e
«A Missão», este último centrado nas missões dos jesuítas na América do Sul. Agora regressa à temática religiosa com «There be Dragons», uma película sobre a fundação da Opus Dei, que está a financiar o projecto e já veio dizer que o realizador tem total liberdade criativa. O próprio Roland Joffé também já afirmou que não se trata de um trabalho de propaganda.

A cidade de Lujan, perto de Buenos Aires, foi transformada na Madrid dos anos 1930 para o filme, em cujo elenco figuram os actores
Charlie Cox (como Escrivá de Balaguer) e a recente «bond-girl»
Olga Kurylenko.

SAPO/Lusa

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.