Por maior que fosse a antecipação em redor da estreia nos EUA de
«The Hunger Games - Os Jogos da Fome», essencialmente devido ao grande êxito da série de livros que o filme adapta, nada fazia prever um sucesso tão monumental: 155 milhões de dólares nas bilheteiras norte-americanas, ou seja, a terceira maior abertura de sempre não tendo em conta a inflação, logo a seguir a
«Harry Potter e os Talismãs da Morte - Parte 2», com 169 milhões e
«O Cavaleiro das Trevas», com 158 milhões, e, mais surpreendente ainda, à frente de qualquer filme da saga
«Twilight».

«The Hunger Games - Os Jogos da Fome» torna-se assim o filme original (ou seja, que não é sequela) com maior abertura de sempre no «box-office» norte-americano. Em Portugal, também foi o filme mais visto no fim-de-semana de estreia, com 34.241 espetadores, embora tenha faturado menos que a outra estreia da semana,
«Lorax», que teve 29.851 bilhetes vendidos, mas rendeu mais nas bilheteiras devido ao preço mais elevado dos bilhetes para as projeções a três dimensões.

Segundo dados do site
Box Office Mojo, o filme também teve a segunda melhor faturação de sempre no segundo dia de exibição (51 milhões de dólares), muito pouco abaixo de «Homem-Aranha 3» (51,3 milhões de dólares), e, só em três dias, tornou-se o maior sucesso de sempre da produtora Lionsgate, seguido de
«Farenheit 9/11» e os
«Os Mercenários», que fizeram, respetivamente, 119 e 103 milhões de dólares e em toda a sua carreira nas salas de cinema dos EUA.

«The Hunger Games - Os Jogos da Fome» é realizado por
Gary Ross a partir da série de livros de Suzanne Collins, e é protagonizado por
Jennifer Lawrence,
Josh Hutcherson e
Elizabeth Banks.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.