Clark Gregg retoma o papel do cómico Agente Coulson,
Cobie Smulders estreia-se como braço direito de
Samuel L. Jackson e
Jeremy Renner assume mais protagonismo no papel de Hawkeye. Para os três atores, a experiência no universo Marvel representa um salto diferente na carreira e uma sensação de quem, de repente, passou a fazer parte do mundo do estrelato.

«Senti-me como o Justin Timberlake... Não, como o Justin Bieber», explicou Jeremy Renner quando se sentou connosco em Londres, na noite a seguir à antestreia do filme. Todos chegaram junto aos jornalistas com poucas horas de sono. Cobie Smulders, atriz mais célebre pelo seu papel na série «How I Met Your Mother», confessa ter adormecido às 6h da manhã mas «não porque estivesse na festa. Não conseguia mesmo adormecer». Clark Gregg chega com uma garrafa de água debaixo do braço e não a larga durante toda a entrevista: «Digamos apenas que a expressão 'Avengers Assemble' passou a ter muitas conotações ontem à noite. Londres parece ser uma cidade que fica acordada até muito tarde. É um milagre que alguém esteja a conseguir ser remotamente coerente esta manhã».

À pergunta de um dos jornalistas sobre onde foi a festa na noite anterior, Gregg responde vestindo a pele da sua personagem: «peço desculpa, isso é material confidencial».

Os três atores fazem parte da equipa de heróis que conta também com
Chris Hemsworth,
Robert Downey Jr.,
Chris Evans,
Mark Ruffalo e
Scarlett Johansson.

Clark Gregg começou na saga em
«Homem de Ferro», timidamente, mas no filme de Joss Whedon, já em exibição nas nossas salas, tem muito mais tempo em cena.

«A minha experiência com o universo Marvel tem sido uma sequência de surpresas. Começou com o Agente Coulson a ter três falas em «Homem de Ferro» mas a ser subitamente chamado para fazer mais e mais cenas. Em «Homem de Ferro 2» alguém me disse 'diz-me que vais para o Novo México' e eu disse 'espera, mas o que é que há no Novo México?' 'O quê? Ninguém falou contigo? É o Thor, o Thor é no Novo México. És tu quem vai tomar conta disso, estás livre? 'E eu disse 'vou ficar livre, sim'», descreve o ator.

Com
«Os Vingadores», o convite foi feito nos mesmos moldes. «Num painel sobre o «Thor», o Joss (Whedon) veio ter comigo e disse 'olha, tens um papel crucial nos Vingadores, posso apresentar-te como sendo um membro do elenco?'. Se houver um próximo passo para o Agent Coulson, eu vou descobrir de forma semelhante. Um satélite vai pousar na minha sala e um holograma vai explicar-me o próximo passo».

Jeremy Renner tinha tido um pequeno papel em «Thor» mas em «Os Vingadores» teve mesmo de usar os seus dotes como arqueiro para interpretar o papel de Clint Barton, também conhecido por Hawkeye. «Não sei disparar uma flecha. Tive de aprender muito rapidamente porque não tive tempo entre filmes», conta Renner.

Já Cobie Smulders, mais habituada aos ecrãs de televisão e com alguns papéis no cinema no currículo, vê neste adaptação da banda desenhada da Marvel uma nova aventura. «Descobri a banda desenhada já em adulta porque o meu noivo é um enorme fã e ele conseguiu cativar-me com títulos como «Y: The Last Man» e «Fables». Quando eu fiz o casting para este papel ele ficou louco...Temos de levar o meu fato para casa para um fim de semana prolongado», disse.

A Marvel tem já na calha novos filmes de «Thor», «Homem de Ferro» e «Capitão América». Uma sequela para «Os Vingadores» não está ainda confirmada apesar de ser quase um dado adquirido. Os primeiros dias de exibição do filme trouxeram chorudos resultados de bilheteira. Só em Portugal, 35 mil espetadores viram a fita no primeiro dia.

Sobre a provável sequela, Clark Gregg adianta: «podia dizer-vos montes de coisas, o enredo todo, mas estaria a inventar tudo». Afinal, para o ator, trabalhar com o universo Marvel é como abrir uma caixa de surpresas. «É como o que se diz com Deus, se o quiseres fazer rir, faz um plano».

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.