O filme "O Homem de Trás-os-Montes", de Miguel Moraes Cabral, abre na sexta-feira à noite um ciclo dedicado a Trás-os-Montes, no Centro Cultural da Malaposta, em Olival de Basto, nos arredores de Lisboa.

A programação do ciclo inclui a exibição, também na sexta-feira, às 22:00, do documentário "Bostofrio où le Ciel Rejoint la Terre", de Paulo Carneiro. No sábado, às 16:30, e no domingo, às 11:00, é apresentado "O Pastor Florival e o Cogumelo Sabichão" em teatro de marionetas. Este texto foi uma encomenda do Urze Teatro ao escritor A.M. Pires Cabral.

No sábado, às 21:00, é exibido o filme "Portugal, um dia de cada vez", de João Canijo e Anabela Correia. O filme é "uma viagem que começa no extremo Norte de Portugal e que, por terras de Trás-os-Montes e do Alto Douro, visita uma dúzia de aldeias e lugares.

"As casas, os cafés, as ruas e as pessoas que ainda as habitam. É o retrato do dia a dia de algumas dessas pessoas, cada vez menos, cada vez mais idosas. E sós. Gente que leva a sua vida, um dia de cada vez", refere o Centro Cultural. Também no sábado, às 21:30, é apresentado "O Lago dos Caretos", pela companhia Inquieta.

Trata-se de um "espetáculo com música original, dança, teatro e caretos do norte de Portugal", que estreou em abril do ano passado, no Teatro de Vila Real, "inspirado no 'Lago dos Cisnes', de Tchaikovsky e na 'Sagração da Primavera', de Stravinsky". Este projeto venceu o prémio Douro Criativo/2018, na categoria de música e artes performativas.

No domingo, às 16:30, sobe à cena na Malaposta "Beiladores de las Tierras de Miranda", pelos Pauliteiros de Miranda.

Newsletter

Fique a par de todas as novidades do SAPO Mag. Semanalmente. No seu email.

Notificações

Os temas quentes do cinema, da TV e da música estão nas notificações do SAPO Mag.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.