Kate Winslet acha que estão numerados os seus dias a fazer cenas de nudez.

Aos 46 anos, a atriz britânica reconhece que já não se sente confortável, mas nem sequer tem a ver com a sua idade.

"Acho que os meus dias a fazer nudez estão um pouco a chegar ao fim. Simplesmente já não me sinto confortável ao fazê-lo", admitiu numa entrevista ao jornal The New York Times (disponível em acesso livre através do The Irish Times), a propósito da minissérie "Mare of Easttown"(disponível através da HBO), onde volta a ter cenas mais reveladoras.

"Na verdade, nem sequer tem a ver com a idade. Chega-se a uma altura em que as pessoas vão começar a dizer, 'Oh, aqui vai ela outra vez'", acrescentou.

A atriz refere-se à sua famosa entrega para interpretar cenas de nudez em muitos dos seus trabalhos, que começou logo aos 17 anos e o seu primeiro filme, "Amizade Sem Limites" (1994), e se tornou popular com "Titanic" e o momento em que se deitou num sofá e pediu a Jack (Leonardo DiCaprio) para a desenhar.

Titanic

Mesmo após esse sucesso de bilheteira que lançou a sua carreira e ao contrário de outras atrizes da sua geração, Kate Winslet continuou a interpretar cenas mais reveladoras em "Hideous Kinky" (1998), "Fumo Sagrado" (1999), "Quills - As Penas do Desejo" (2000), "Iris" (2001) ou "Pecados Íntimos" (2006),

Apesar de dizer agora que vai colocar fim às cenas mais explícitas, vale a pena recordar que já tinha prometido o mesmo durante entrevistas após as ter feito no filme que acabou por a fazer ganhar o Óscar, "O Leitor" (2008).

Na altura, a razão foi a idade avançada... 33 anos.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.