“A Filha Perdida” foi o grande vencedor dos 37.º Independent Spirit Awards, os prémios para os filmes do circuito independente americano.

Os “Spirit” foram entregues este domingo, abandonando a tradição de se “colarem” aos Óscares (que serão entregues a 27 de março) e também contemplaram produções televisivas pelo segundo ano consecutivo, com os principais prémios a irem para a série “Reservation Dogs”.

A adaptação do livro de Elena Ferrante ganhou nas categorias de Melhor Filme, Melhor Realização e Melhor Argumento, todos para Maggie Gyllenhaal, na sua estreia atrás das câmaras. A atriz dedicou o prémio de Melhor Filme às "mulheres no cinema".

O único prémio que escapou foi o de Atriz Secundária, em que Jessie Buckley (nomeada para os Óscares) foi preterida por Ruth Negga (ausente da corrida às estatuetas douradas), de “Identidade”, filme que ainda ganhou a Melhor Fotografia (a preto e branco).

A Filha Perdida

Os “Spirit” representaram uma grande vitória para a Netflix: além de “A Filha Perdida” e “Passing”, a plataforma ganhou um sexto prémio na frente televisiva para Lee Jung-jae, o ator do incontornável “Squid Game”.

Não houve grandes surpresas na cerimónia: Simon Rex foi eleito o Melhor Ator por “Red Rocket”; Taylour Paige foi a Melhor Atriz por “Zola” (que liderava a lista de nomeações, com sete); e Troy Kotsur o Melhor Ator Secundário por “CODA – No Ritmo do Coração”.

Outros vencedores da noite foram “Summer of Soul (...Ou, Quando a Revolução Não Pôde ser Televisionada)”, dirigido pelo músico Questlove e sobre o grande festival de música celebrado no Harlem em 1969, como Melhor Documentário, e “Drive my Car” como Melhor Filme Internacional.

O prestigioso prémio Robert Altman (para melhor realizador, diretor de elenco e elenco) foi atribuído ao drama "Mass", sobre pais de uma vítima de um tiroteio numa escola que se sentam diante dos pais do atirador para tentar fechar o ciclo de dor.

Os “Spirit” têm sido vistos como a “antecâmara dos Óscares” pois as escolhas para Melhor Filme coincidiram em seis dos últimos dez anos (incluindo o mais recente "Nomadland"), mas não se vai repetir com “A Filha Perdida”: só está na corrida às estatuetas douradas nas categorias de Melhor Atriz (Olivia Colman), Atriz Secundária e Argumento Adaptado.

Entre os atores também não haverá muitas coincidências: só Troy Kotsur pode repetir a vitória.

Contribuindo ainda mais para reforçar as diferenças este ano em relação aos Óscares, os critérios de qualificação dos “Spirit” excluíram favoritos da temporada como "West Side Story", "Dune", "King Richard", "O Poder do Cão", "Nightmare Alley”, "Não Olhem Para Cima" e "Belfast": os filmes não podem custar mais de 22,5 milhões de dólares, terem um "significativo conteúdo americano" ou cidadãos americanos ou residentes permanentes em duas das três posições criativas de realizador, produtor e argumentista.

LISTA DE PREMIADOS (CINEMA)

FILME: “A Filha Perdida”

PRIMEIRO FILME: "7 Days"

DOCUMENTÁRIO: "Summer of Soul"

REALIZAÇÃO: Maggie Gyllenhaal ("A Filha Perdida”)

ATRIZ PRINCIPAL: Taylour Paige ("Zola")

ATOR PRINCIPAL: Simon Rex ("Red Rocket")

ATRIZ SECUNDÁRIA: Ruth Negga ("Identidade")

ATOR SECUNDÁRIO: "Troy Kotsur" ("CODA")

ARGUMENTO: "A Filha Perdida”

PRIMEIRO ARGUMENTO: "Pig - A Viagem de Rob".

MONTAGEM: "Zola"

FOTOGRAFIA: "Identidade"

FILME INTERNACIONAL: "Drive My Car" (Japão)

PRÉMIO ROBERT ALTMAN (para o realizador, diretor de casting e elenco): "Mass", de Fran Kranz, com Kagen Albright, Reed Birney, Michelle N. Carter, Ann Dowd, Jason Isaacs, Martha Plimpton, Breeda Wool.

PRÉMIO JOHN CASSAVETES (para filme feito por menos de 500 mil dólares): "Shiva Baby"

PRÉMIO PRODUTORES (premeia os que revelam criatividade, tenacidade e visão para produzir filmes independentes de qualidade, apesar dos recursos muito limitados): Lizzie Shapiro

PRÉMIO "ALGUÉM PARA SEGUIR" (cineasta com uma visão única ainda sem ter recebido reconhecimento apropriado): Alex Camilleri ("Luzzu")

PRÉMIO "MAIS REAL DO QUE A FICÇÃO" (realizador em ascensão de filmes de não-ficção ainda sem ter recebido reconhecimento apropriado): Jessica Beshir ("Faya Dayi")

LISTA DE PREMIADOS(TV)

NOVA SÉRIE COM ARGUMENTO: "Reservation Dogs"

NOVA SÉRIE SEM ARGUMENTO OU DOCUMENTÁRIO: "Black and Missing"

ATRIZ EM NOVA SÉRIE COM ARGUMENTO: Thuso Mbedu ("The Underground Railroad")

ATOR EM NOVA SÉRIE COM ARGUMENTO: Lee Jung-jae ("Squid Game")

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.