Godzilla é desde 25 de maio cidadão oficial do Japão.

A cerimónia especial teve lugar no bairro Shinjuku, em Tóquio, cujo presidente local Kenichi Yoshizumi descreveu o gigantesco réptil como «uma personagem que é o orgulho do Japão».

As autoridades governamentais criaram um certificado oficial especial, de que foram distribuídas três mil cópias aos fãs, que inclui o seu nome, data de nascimento (9 de abril de 1954, data do primeiro filme), endereço e outros elementos relevantes, nomeadamente as destrutivas visitas anteriores.

Como muitas vezes acontece com cidadãos de carne e osso, pode ter existido uma ligeira demora burocrática: Godzilla, estrela em 28 filmes japoneses do estúdio Toho e dois americanos, além de séries, jogos de computador e «comic books», fora já designado residente e embaixador oficial de Shinjuku aquando da abertura do complexo de entretenimento Toho Cinemas Kabukicho/Hotel Gracery Shinjuku a 9 de abril que inclui uma réplica da cabeça em escala real no telhado.

Apesar de responsável pela morte de um número incalculável de figurantes e a destruição de cidades inteiras no cinema - Shinjuku foi arrasada em três filmes - Godzilla é também visto como um herói que ajudou a aumentar o turismo e a divulgar a nível mundial um símbolo positivo da cultura japonesa alguns anos após o fim da Segunda Guerra Mundial.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.