O lançamento da temporada de Halloween (Noite das Bruxas) "Five Nights at Freddy’s – O Filme" manteve-se em primeiro lugar nas bilheteiras norte-americanas, superando o 'biopic' sobre a esposa de Elvis Presley, "Priscilla".

Apesar de manter a liderança na venda de bilhetes, "Freddy's" ainda teve uma queda assustadora dos 78 milhões de dólares da estreia para apenas 19,4 milhões, de acordo com o observador da indústria Exhibitor Relations, no fim de semana em que suposto estrear a segunda parte de "Dune" antes de ser adiado para março do ano que vem por causa da greve dos atores de Hollywood.

O filme baseado num videojogo, lançado nos cinemas e na plataforma Peacock da Universal, está “a cair a pique no seu segundo fim de semana de streaming em simultâneo”, explicou o analista David A. Gross.

Josh Hutcherson, a protagonizar o seu maior papel desde a franquia “Os Jogos da Fome”, lidera o elenco como um segurança que trabalha à noite num centro de entretenimento familiar abandonado, onde personagens animatrónicas assustadoras ganham vida de forma assassina após o anoitecer.

O filme de terror foi seguido novamente por "Taylor Swift: The Eras Tour", que arrecadou outros 13,5 milhões de dólares no seu quarto fim de semana, totalizando 166 milhões no mercado doméstico.

"Assassinos da Lua das Flores", de Martin Scorsese, manteve o terceiro lugar, com sete milhões nos cinemas norte-americanos, ao mesmo tempo que ultrapassou a meta simbólica dos 100 milhões a nível mundial.

O filme de mais de três horas será lançado na plataforma de streaming da Apple, mas a data ainda não foi anunciada.

"Priscilla"

No seu primeiro fim de semana de grande lançamento, “Priscilla”, de Sofia Coppola, ficou em quarto lugar, com apenas cinco milhões de dólares.

O filme retrata a difícil relação entre Elvis e Priscilla Presley, desde o seu primeiro encontro numa base militar alemã, quando ela tinha apenas 14 anos e a estrela do rock'n'roll tinha 24, até à sua amarga separação.

No papel principal, Cailee Spaeny, de 25 anos, já ganhou o prémio de melhor atriz do Festival de Cinema de Veneza, enquanto Jacob Elordi recebeu críticas positivas pela sua atuação como Elvis.

A última cinebiografia relacionada com Elvis a chegar aos cinemas teve uma “abertura razoável para um drama romântico”, disse o analista David A. Gross.

Pode ganhar mais impulso, acrescentou, dadas as suas "excelentes críticas e pontuações de audiência muito boas".

Em quinto lugar ficou o recém-lançado filme em espanhol "Radical", com 2,7 milhões.

Baseado numa história verídica, acompanha um professor numa cidade fronteiriça mexicana que “tenta um novo método radical para despertar a curiosidade e o potencial dos seus alunos”, segundo a produtora Pantelion Films.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.