O Festival de Cinema de Málaga, em Espanha, acolhe em junho o programa de apoio a coproduções e financiamentos e quer dar destaque a projetos cinematográficos de Portugal e de outros países ibero-americanos.

"O objetivo é selar o compromisso com a diversidade de identidades e de línguas do espaço ibero-americano e da sua indústria audiovisual", afirmou hoje a direção em comunicado.

O 24.º Festival de Cinema de Málaga está marcado de 3 a 13 de junho e contará - entre os dias 9 e 11 - com um evento paralelo para profissionais, destinado a colocar em diálogo produtores e realizadores de longas-metragens em busca de financiamento e coproduções internacionais.

Este programa paralelo cumprirá a quarta edição, restruturado "de acordo com os tempos atuais, para continuar a trabalhar no fortalecimento de projetos de criadores de Espanha, Portugal e América Latina", sustenta a organização.

Os projetos selecionados serão revelados em março e são candidatos a vários prémios, que darão acesso à participação em "laboratórios de produção", apoio a desenvolvimento de argumento ou tutoriais sobre 'casting'.

Em 2020, este programa do festival de Málaga decorreu online, já em contexto de pandemia da COVID-19, com 120 participantes de 23 países.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.