Lembra-se dos clubes de vídeo? E das multas por atraso na devolução dos filmes? E, quando eram as cassetes VHS, se não vinham rebobinadas?

Pois agora que esses clubes estão em extinção e o acesso aos filmes é feito por "video-on-demand" ou "streaming", podendo ser vistos em vários dispositivos, um homem nos EUA tornou-se notícia porque pode ir parar à prisão por se ter esquecido de devolver um DVD ao clube de vídeo.

Em 2014, Lonnie Perry, de Tulsa, no estado norte-americano de Oklahoma, gastou cinco ou seis dólares [4,2 a 5,1 euros] para alugar a comédia "Ted" quando estava a caminho de casa.

Só que acabou por nunca devolver o DVD: conforme explicou ao canal KRON4, pouco tempo depois perdeu a casa e atirou-o para uma caixa durante as mudanças e nunca mais se lembrou do assunto.

O mesmo não aconteceu com o clube de vídeo e as autoridades: agora, o gabinete da procuradoria de Tulsa contactou-o por carta e telefone para o notificar que, se não pagar 218,07 dólares de multa [185,78 euros], pode ter de cumprir pena de prisão.

Deste valor, 19 dólares [16,18 euros] vão para o valor do DVD físico, 25 [21,29 euros] para as receitas que o clube perdeu... e 174 [148,22 euros] para as autoridades, no cumprimento dos regulamentos do estado sobre filmes não devolvidos.

Lonnie Perry diz que irá pagar a multa para evitar a prisão, mas tem esperança de chegar a acordo para o que entende ser um caso extremo.

"Percebo que o clube de vídeo tenha de fazer o que tem de fazer, mas há outras meios de responsabilizar as pessoas sem atirar com um mandado judicial", justificou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.