As autoridades do Qatar baniram "A Rapariga Dinamarquesa" das salas de cinema, foi anunciado esta segunda-feira.

O filme  foi retirado do pequeno país da Península Arábica após protestos online por causa da sua "depravação", logo a começar pelo trailer. Começara a ser exibido em algumas salas da capital Doha a 7 de janeiro.

Realizado por Tom Hooper, a produção baseia-se nas vidas dos pintores Einar (Lili Elbe) e Gerda Wegener. O vencedor dos Óscar Eddie Redmayne interpreta a pioneira transgénero, uma das primeiras a fazer uma operação de mudança de sexo.

"Gostaríamos de vos informar que contactámos a administração em causa e a exibição do filme Dinamarquesa (sic) está agora banida dos cinemas. Agradecemos-vos pela vossa vigilância inabalável", escreveu o ministro da cultura no Twitter.

Apesar da reputação mais liberal do país muçulmano, a decisão das autoridades do Qatar não é inédita.

Em 2014, "Noé", de Darren Aronofsky, e "Exodus: Deuses e Reis", de Ridley Scott, também foram banidos por causa do seu conteúdo bíblico, enquanto "O Lobo de Wall Street", de Martin Scorsese, foi exibido com 130 minutos, perdendo 50 para a censura.

Trailer "A Rapariga Dinamarquesa".

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.