Num comunicado hoje divulgado, o Spotify confirmou a aquisição das duas empresas, mas não deu pormenores sobre o valor do negócio.

As novas compras juntam-se a outras semelhantes realizadas pelo serviço de ‘streaming’ nos últimos anos, incluindo a compra da Megafone em 2020, empresa de tecnologia para podcasts, e da Anchor (2019), plataforma para criar esse tipo de produto.

O Spotify fez dos podcasts uma das suas grandes apostas, com investimentos significativos nos últimos anos, incluindo a contração do polémico comediante Joe Rogan, responsável pelo podcast mais escutado nos Estados Unidos.

Na nota, a plataforma de ‘streaming’ destacou que o Podsights é líder no campo de serviços de mediação de publicidade em podcasts, enquanto o Chartable é serviço de análise de dados que permite aos criadores entender e expandir os seus públicos.

A empresa observou que a publicidade em áudio digital nos Estados Unidos dever crescer para quase oito mil milhões de dólares (cerca de sete mil milhões de euros) até 2025, com cerca de 2,7 mil milhões de dólares (cerca de 2,4 mil milhões de euros) vinculados diretamente a podcasts.

“Acreditamos que o próximo passo para desbloquear esse crescimento é demonstrar o impacto da publicidade em áudio através de inovações na mediação e atribuição para anunciantes e informação sobre a audiência para os editores”, assinalou.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.