A pintura de Botticelli tem mais de 500 anos, mas está em ótimo estado de conservação, segundo a casa de leilões.

De acordo com a Sotheby’s, a obra não está datada, mas pensa-se que tenha sido feita entre o final da década de 1470 e o início da década de 1480 por Sandro Botticelli (1445-1510), nascido Alessandro di Mariano Filipepi.

Foi o período mais prolífico do pintor, durante o qual foi a Roma a pedido do Papa para decorar a Capela Sistina, e também pintou "O Nascimento de Vénus" e "Primavera", duas de suas obras mais famosas.

A pintura foi estimada em mais de 80 milhões de dólares, cerca de oito vezes o recorde de uma pintura do mestre florentino, estabelecida em 2013 por "Madonna e o Menino com o jovem Saint-Jean Baptiste", que foi vendida por 10,4 milhões de dólares.

Na posse de um colecionador, que comprou 810.000 livros em 1982, o retrato foi exibido em muitos museus e por longos períodos.

Limitadas por restrições de saúde devido à pandemia de COVID-19, que em particular privaram Nova Iorque das vendas públicas por dez meses, as vendas nas principais casas de leilão caíram esmagadoramente, mantendo-se apenas um volume significativo da atividade online.

Tudo o que se passa à frente e atrás das câmaras!

Receba o melhor do SAPO Mag, semanalmente, no seu email.

Os temas quentes do cinema, da TV e da música!

Ative as notificações do SAPO Mag.

O que está a dar na TV, no cinema e na música!

Siga o SAPO nas redes sociais. Use a #SAPOmag nas suas publicações.