Pesquisar Cartaz

Atualidade

Notícias

Festival de Berlim com 16 filmes em competição homenageia iraniano Jafar Panahi

Werner Herzog, Wim Wenders e os irmãos Coen são alguns dos cineastas presentes na 61ª edição do Festival Internacional de Cinema de Berlim, que arranca a 10 de Fevereiro e ficará marcado pela homenagem ao realizador iraniano Jafar Panahi.

O 61º Festival Internacional de Cinema de Berlim, que decorre entre 10 e 20 de Fevereiro, terá 22 filmes na competição oficial, seis dos quais extra-concurso, e ainda duas exibições especiais, comunicou hoje a direcção do certame. Ao longo dos dez dias de festival, serão exibidos 385 filmes, divididos por sete secções: Competition, Panorama, Forum, Generation, Perspektive Deutsches Kino, Berlinale Shorts e Retrospective.

Em solidariedade com o realizador iraniano Jafar Panahi, condenado no seu país a seis anos de prisão por causa de um filme que ainda nem tinha acabado de rodar, será exibido a 11 de Fevereiro, dia da Revolução Iraniana, a sua obra «Offside». Panahi tinha sido convidado para integrar o júri do festival, que irá ter simbolicamente uma cadeira vazia à sua espera.

Na outra sessão especial, será apresentado, em formato 3D, no Berlinale Palast, na Potsdamer Platz, o filme «Cave Forgotten Dreams», do realizador alemão Werner Herzog. Também em 3D, será exibido extra-concurso o filme «Pina», de Wim Wenders, uma homenagem à coreógrafa alemã Pina Bausch.

Os vencedores do Urso de Ouro do festival e dos Ursos de Prata para o Melhor Actor ou Melhor Actriz, nomeadamente, serão anunciados na gala marcada para 19 de Fevereiro.

O festival abre a 10 de Fevereiro, com a exibição de «Indomável», dos irmãos Joel e Ethan Coen (EUA), apresentado extra-concurso, e encerra a 20 de Fevereiro, com nova mostra de todos os filmes da competição, em sessões destinadas exclusivamente ao grande público.

Os filmes da competição oficial da Berlinale 2011 são os seguintes:

- «A Torinói Ló» (The Turin Horse), de Béla Tarr (Hungria).

- «El Premio», de Paula Markovitch (México).

- «Jodaeiye nader az Simin» (Nader and Simin, A Separation), de Asghar Farhadi (Irão).

- «Les Contes de la Nuit», de Michael Ocelot (França).

- «Margin Call», de JC Chandor (EUA).

- «Saraghanda, Saranghaji Anneunda» (Vem Chuva, vem Sol), de Lee Yoon-ki (República da Coreia).

- «Schlafkrankheit» (Sleeping Sickness), de Ulrich Köhler (Alemanha).

- «The Forgiveness of Blood», de Joshua Marston (EUA).

- «Um Mundo Misterioso», de Rodrigo Moreno (Argentina).

- «V Subbotu» (A Um Sábado), de Alexander Mindadze (Rússia).

- «Bizim Bijyiik Caresizligimiz» (Our Grand Despair), de Seyfi Teoman (Turquia).

- «Coriulanus», de Ralph Fiennes (Grã-Bretanha).

- «Oden», de Jonathan Sagall (Canadá).

- «The Future», de Miranda July (EUA).

- «Wer wenn nicht wir» (If Not Us, Who), de Andres Veiel (Alemanha).

- «Yelling To The Sky», de Victoria Mahoney (EUA).

Exibições especiais:

- «Cave Of Forgotten Dreams», de Werner Herzog(Alemanha).

- «Offside», de Jafar Panahi(Irão).

Extra-concurso:

- «Almania/Willkommen in Deutschland», de Yasemin Samdereli (Turquia).

- «Les Femmes du 6ème Etage», de Philippe Le Guay (França).

- «Mein bester Feind» (My best enemy) de Wolfgang Murnberger (Áustria).

- «Unknow», de Jaume Collet-Serra (Espanha).

- «Pina», de Wim Wenders (Alemanha).

- «Indomável», de Joel e Ethan Coen (EUA).

SAPO/Lusa

Comente esta história ↓ ou leia outros artigos...

Alguns artigos relacionados

Partilha

siga o sapo cinema nas redes

Comentários

No Facebook

Trailers

Bekas e o Sonho Americano

A história de dois irmãos órfãos que vivem nas ruas do Curdistão e que depois de verem o filme «Super-Homem» resolvem ir até à América, na sua mula Michael Jackson, e falar com o próprio Super-Homem para que este os possa ajudar e castigar todos que foram maus para eles. Em primeiro lugar da lista: Saddam Hussein.

Ficha de Filme