Pesquisar Cartaz

Atualidade

Notícias

Pedro Costa votado melhor realizador no Festival de Locarno

O novo filme do realizador português, «Cavalo Dinheiro», recebeu o prémio da 67ª edição do festival este sábado de manhã. O Leopardo de Ouro foi para «From What is Before», de Lav Diaz.

«Cavalo Dinheiro» marca o regresso de Pedro Costa ao bairro de Fontainhas, onde decorriam os seus filmes «Ossos», «No Quarto de Vanda» e «Juventude em Marcha», que foi a sua última longa-metragem (em 2009, o realizador fez «Ne Change Rien», um documentário sobre a cantora Jeanne Balibar). O filme, concluído em 2014, conta ainda com os desempenhos de Vitalina Varela e Tito Furtado, que se juntam ao emigrante cabo-verdiano, Ventura.

A representação portuguesa também vai distinguida através da Rosa Filmes, que coproduziu o documentário «Songs from the North», da sul-coreana Soon-Mi Yoo, que recebeu o prémio melhor primeiro filme.

Trata-se da quarta edição consecutiva do Festival em que prémios vão para cineastas portugueses: em 2011, Gonçalo Tocha recebeu uma menção especial na competição Cineastas do Presente por «É na Terra não é na Lua»; em 2012 foi a vez de «A Última Vez Que Vi Macau», de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata ter a menção especial do júri do Concurso Internacional; em 2013, «E agora? Lembra-me», de Joaquim Pinto, recebeu o Prémio Especial do Júri.

Presidido pelo documentarista Gianfranco Rosi e composto pelas actrizes Alice Braga e Connie Nielsen, e os realizadores Thomas Arslan e Diao Yinan, o júri do certame atribuiu o Leopardo de Ouro a «From What is Before», do filipino Lav Diaz. Trata-se de um documentário de 338 minutos que se debruça sobre as Filipinas profundas em 1972, perto do momento em que o presidente Ferdinando Marco declarou a Lei Marcial, alegadamente pela ameaça de revoltas muçulmanas e comunistas. Na verdade, ao começar a governar por decreto, fechando o Congresso, prendendo opositores e outros dissidentes, perseguindo a comunicação social e limitando as liberdades cívicas, instituiu uma ditadura que duraria até à eleição, após muita resistência, de Corazon Aquino em 1986.

Comente esta história ↓ ou leia outros artigos...

Alguns artigos relacionados

Partilha

siga o sapo cinema nas redes

Comentários

No Facebook

Trailers

Água Prateada - Um Auto-Retrato da Síria

Na Síria, todos os dias, youtubers filmam e depois morrem; outros matam e depois filmam. Em Paris, levado pelo meu incansável amor pela Síria, apercebo-me de que só consigo filmar o céu e montar o material publicado. Do interior da tensão entre a minha alienação em França e a revolução, aconteceu um encontro. Uma jovem curda de Homs começou a falar no chat comigo, e perguntou-me:...

Ficha de Filme