Pesquisar Cartaz

Atualidade

Notícias

«Os Mercenários 3» derrotados nos EUA

Apesar da adição de Mel Gibson e Harrison Ford, o terceiro filme da saga «Os Mercenários» liderada por Sylvester Stallone teve uma estreia desoladora nos cinemas americanos.

Com os emblemáticos Mel Gibson, Harrison Ford, Wesley Snipes e Antonio Banderas e Kelsey Grammer a juntarem-se ao grupo dos veteranos Sylvester Stallone, Jason Statham, Dolph Lundgren, Jet Li, Terry Crews, Arnold Schwarzenegger e Randy Couture, «Os Mercenários 3» prometia ser o maior de sempre. No entanto, este fim de semana, o filme dirigido pelo australiano Patrick Hughes confirmou a fadiga do público e tornou-se uma das grandes desilusões comerciais de 2014 ao conseguir nas bilheteiras norte-americanas apenas 16.2 milhões de dólares (12.1 milhões de euros), muito abaixo das aberturas do original (34.8 em 2010) e da sequela (28.6 em 2012).

O valor apenas permitiu ficar em 4º lugar na lista dos filmes mais vistos: as preferências dos espetadores voltaram a recair em «As Tartarugas Ninja» e «Os Guardiões da Galáxia». O segundo não só irá ultrapassar «Transformers: Era da Extinção» como o maior filme do verão, como é forte a possibilidade de se tornar a maior estreia de 2014, que é «Capitão América: O Soldado do Inverno».

Além da adição de Kellan Lutz (o Emmett Cullen da saga «Twilight), do campeão de boxe Victor Ortiz, da campeã de judo e artes marciais mistas Ronda Rousey e do ator Glen Powell, o terceiro filme, ao contrário dos anteriores, tinha menos violência para garantir a classificação «para maiores de 13» e desta forma alargar o apelo comercial.

Não obstante o cansaço do público, os analistas também especulam sobre o impacto que terá tido a cópia ilegal que ficou online três semanas antes da estreia e terá sido descarregada 2.2 milhões de vezes (um estudo de 2011 da Universidade de Carnegie Mellon defende que um filme pirateado antes da estreia perde quase 20% das potenciais receitas), bem como o seu efeito no mercado internacional, onde foi mais descarregado e que +e a principal fonte de receitas da saga, que nunca foi um sucesso devastador nos Estados Unidos: o primeiro filme ganhou aí 103 milhões de dólares, com mais 171.4 fora de fronteiras; o segundo foi um sucesso ainda maior fora dos EUA, com 220 milhões, mas também já mostrou declínio no mercado interno, rendendo 85 milhões.

Já em exibição em Portugal, em «Os Mercenários 3» o grupo de mercenários liderado por Barney Ross (Stallone) tem de enfrentar o co-fundador da equipa, Conrad Stonebanks (Gibson). Ross foi forçado a eliminar Stonebanks quando este se tornou traficante de armas, só que ele afinal sobreviveu e agora assumiu como missão destruir os Expendables. Para sobreviver, Ross vê-se forçado a recorrer a uma nova geração de mercenários.

Video

Comente esta história ↓ ou leia outros artigos...

Alguns artigos relacionados

Partilha

siga o sapo cinema nas redes

Comentários

No Facebook

Trailers

Água Prateada - Um Auto-Retrato da Síria

Na Síria, todos os dias, youtubers filmam e depois morrem; outros matam e depois filmam. Em Paris, levado pelo meu incansável amor pela Síria, apercebo-me de que só consigo filmar o céu e montar o material publicado. Do interior da tensão entre a minha alienação em França e a revolução, aconteceu um encontro. Uma jovem curda de Homs começou a falar no chat comigo, e perguntou-me:...

Ficha de Filme